Quando geramos os arquivos Gerber, precisamos de um software capaz de abri-los, já que no Eagle não temos como visualizá-los. O GerbMagic é visualizador grátis de arquivos Gerber, bom e de fácil utilização. É possível fazer o download do GerbMagic pelo site oficial: http://www.bronzware.com/GerbMagic/Download.htm.

Bom, o primeiro passo é ter uma placa já roteada para podermos gerar os arquivos, como exemplo, segue o esquema elétrico de um gerador de clock.

Com a placa pronta, devemos tomar alguns cuidados:

  1. No Eagle, a fonte de tudo o que está escrito na placa, como o nome dos componentes, valores, etc, é definido como “Proportional”, mas nos arquivos Gerbers a fonte é definida como “Vector”, como a fonte “Vector” tem o espaçamento entre os caracteres maior do que a “Proportional”, temos que tomar cuidado para o que está escrito na placa não ficar em cima de uma ilha, via, embaixo de um componente, etc. Para isso vamos alterar a fonte já no desenho da placa, pois quando gerarmos o Gerber não será necessário se preocupar com isso. Para poder alterar a fonte dos nomes e valores dos componentes, precisamos utilizar a ferramenta “Smash”, clicando no ícone mostrado abaixo e depois clicando sobre cada componente que existe na placa.
  2. Feito isso, clicamos com o botão direito do mouse sobre cada texto da placa e depois em “Properties”, e mudamos no parâmetro “Font” para “Vector”, na mesma janela ainda é possível alterar o tamanho da fonte, alterando o parâmetro “Size”.
  3. Outra coisa que devemos cuidar é para que os textos não fiquem fora da borda da placa, se ficar, quando for feita a placa por uma empresa, os textos fora do limite da placa serão excluidos.
  4. Abaixo segue a placa exemplo com os textos posicionados e com as fontes “Vector”:

     

  5. Feito isso, vamos para o Gerbers. Vá para a tela principal do Eagle (“Control Panel”), expanda, clicando na seta ao lado, o menu “CAM Jobs” e de dois cliques em “gerb274x.cam”.

  6. Na janela que abriu, podemos ver que o Eagle tem pronto um modelo para gerar os Gerbers com os layers selecionados dos respectivos arquivos e suas extensões. Na aba “Component size”, por exemplo, podemos notar que em “Output”, no lado do botão “File” está escrito “%N.cmp”, isso quer dizer que o arquivo de extensão “.cmp” será salvo na mesma pasta e com o mesmo nome que está salva a placa.

  7. Em seguida, clique em File -> Open -> Board e selecione a placa que desejas gerar os Gerber, que no exemplo é o gerador de clock. Podemos perceber que em “Component Side”, na direita, ficaram selecionados “TOP”, “Pads” e “Vias”.

  8. Em “Solder Side”:

  9. O “Silk Screen CMP” é a legenda dos componentes no lado de cima (TOP), selecione “Dimension”, “tPlace”, “tNames”, “tValues”, “tDocu”.

  10. O “Solder stop mask CMP” é o arquivo que vai conter as informações para a máscara de solda no lado de cima da placa (TOP), selecione “tStop”.

  11. O “Solder stop mask SOL” é o arquivo que vai conter as informações para a máscara de solda no lado de baixo da placa (Bottom), selecione “bStop”.

  12. Se tiver componentes no lado de baixo da placa, clique em “Add” e na aba nova que abriu, em “Section” digite “Silk screen SOL”, e no campo que tem a extensão do arquivo, coloque “%N.bsk”. Selecione os layers “Dimension”, “bPlace”, “bName”, “bValue” e “bDocu”.

  13. Pronto, agora clique em “Process Job” e os arquivos serão criados na mesma pasta em que está o arquivo da placa. Agora temos apenas que gerar o arquivo que contém informações sobre a furação da placa. Volte para o desenho da placa, na barra de ferramentas do Eagle, tem um botão que diz “ULP”, clique nele e na janela que abrir, procure por “drillcfg.ulp”, clique em “Abrir”. Irá aparecer uma janela pequena, que é para escolher a unidade de medida dos furos (milímetros [mm] ou polegada [inch]). A unidade de medida depende da empresa em que for feita as placas, no exemplo vamos usar milímetros, clique em “OK”.

  14. Em seguida abre uma janela com algumas medidas, são as medidas dos furos que estão na placa, não é recomendado alterar esses valores, pois são os diâmetros dos furos, se for colocado o valor errado, pode ficar muito pequeno ou muito grande os furos, fazendo com que os componentes não entrem nos furos ou fiquem muito folgados. Clique em “OK”.

  15. Em seguida salve o arquivo “.drl” na mesma pasta dos outros arquivos Gerber. Em seguida, volte para a tela principal do Eagle (“Control Panel”), expanda, clicando na seta ao lado, o menu “CAM Jobs” e de dois cliques em “excellon.cam”.

  16. Na janela que abriu, em “Device”, selecione “EXCELLON_RACK”.

  17. Clique em “Rack” e procure pelo arquivo “.drl” gerado a pouco. Nos layers selecione “Drills” e “Holes” e clique em “Process Section”.

  18. Pronto, os Gerbers estão prontos. Agora podemos utilizar o GerbMagic para conferir se os arquivos Gerber estão corretos. Abra o GerbMagic, clique em File  -> Open, no campo para selecionar os tipos de arquivos, selecione “All files” e em seguida, selecione apenas os arquivos com as extensões “.bsk”, “.cmp”, “.plc”, “.sol”, “.stc” e “.sts” e clique em “Abrir”. Irá aparecer no GerbMagic a placa que foi feita no Eagle, no menu no lado esquerdo é possível marcar os layers que desejas visualizar, se tudo estiver correto, é só enviar para alguma empresa que faça placas, todos os arquivos Gerber gerados (.cpm, .drd, .drl, .gpi, .otl, .plc, .sol, .stc, .sts e .dri).
  19. Abaixo segue um print screen do GerbMagic mostrando os Gerber da placa exemplo:

Abraços.